Cuidados para prática de corrida no verão

A corrida de rua é um dos esportes mais saudáveis e acessíveis que diminui o estresse e melhora a qualidade de vida.

A corrida de rua é um dos esportes mais saudáveis e acessíveis que diminui o estresse e melhora a qualidade de vida. Por isso, é cada vez maior o número de adeptos à modalidade. Com a chegada do verão a atividade física exige mais do corpo e alguns cuidados são necessários. Quatro especialistas de diferentes áreas da saúde explicam os benefícios e os cuidados na pratica do esporte.


Sistema cardiovascular

De acordo com o cardiologista Reginaldo Cipullo, a prática do esporte pelo menos quatro vezes por semana ajuda a reduzir o colesterol ruim (LDL colesterol), melhora o colesterol bom (HDL colesterol) diminui os níveis de glicose e da pressão arterial e melhora o desempenho cardíaco. "O exercício físico regular faz o coração trabalhar melhor trazendo inúmeros benefícios para a saúde ", afirma o médico.


Em dias quentes, a perda excessiva de potássio pode levar a arritmias cardíacas, além disso, há o risco de vasodilatação excessiva, que pode causar hipotensão (pressão baixa), desmaios, principalmente se estiver associado à um quadro de desidratação. Antes de começar a praticar um esporte, é importante fazer um check-up para avaliar a condição física do indivíduo e durante os treinos é preciso manter-se hidratado. A dica do médico para quem está começando a correr é iniciar a prática esportiva gradativamente.


Proteção dos olhos

Em dias ensolarados o atleta pode sentir *fotofobia. Para quem corre e faz caminhada ao ar livre é importante o uso dos óculos escuros, pois eles proporcionam maior conforto em ambientes com muita luminosidade, além de proteger contra vento e poeira.
"O tipo ideal de óculos de sol é o que tenha proteção 100% contra os raios ultravioletas. Outras características na hora da escolha são: a resistência das lentes, o uso de materiais leves e a boa fixação no rosto, evitando que eles escorreguem durante a atividade física", afirma o oftalmologista Gustavo Seibin Takahashi.
Durante treinos e provas de corrida não existe contraindicação para quem usa lentes de contato, mas é importante os cuidados básicos na conservação e limpeza das lentes.


Proteção de pele

"A corrida é um esporte que produz muito suor e por esse motivo é fundamental que a aplicação de filtro solar aconteça cerca de 20 minutos antes da atividade e a cada 2 horas ou após transpirar nas áreas expostas ao sol", afirma a dermatologista Márcia Grieco.


Durante os treinos o ideal é evitar o sol entre 10h da manhã e 4h da tarde. Pessoas com a pele mais clara e com tendência às sardas devem ter maior cuidado, pois possuem menor proteção natural (melanina) que protege de radiações UVA e UVB. Atualmente existem inclusive camisetas e bonés com FPS 50, no tecido são adicionados dióxido de titânio e poliamida, que blindam a passagem do sol.


Hidratação e alimentação

Nesta época do ano os cuidados com a alimentação e hidratação do atleta são fundamentais. Segundo a nutricionista Bruna Iasi, alimentos muito gordurosos, como frituras e carnes gordas devem ser evitados antes e depois da corrida, pois dificultam a digestão.


A desidratação pode levar à queda de rendimento, além de provocar a interrupção do treinamento por dores, câimbras, desmaios e em casos graves à hiponatremia (baixo nível de sódio no sangue), ao coma e até mesmo à morte. "Por isso, a importância da hidratação antes, durante e depois da atividade física", explica.


Sugestão de cardápio para treinos e provas de corrida no verão

Antes:
- Consumir alimentos ricos em carboidratos (exemplos: pão integral, aveia, arroz, macarrão, maçã e laranja) entre 1h30 e 30 minutos antes do treino.
· Evitar consumo de açúcares simples (exemplos: açúcar de mesa, bolos, biscoitos e doces) e alimentos muito gordurosos (exemplos: frituras, carnes gordas, creme de leite).

 

Durante:
- Beber 200ml de água gelada a cada 20 minutos de atividades físicas.
- Bebidas isotônicas são ricas em eletrólitos e mais indicadas para atividades físicas acima de 1 hora de duração.
- A ingestão de carboidratos durante o treino ou competição melhora o desempenho e pode retardar a fadiga. O carboidrato em pó (maltodextrina) ou em gel são as melhores opções para esta reposição energética.

 

Depois:
- Hidratar-se mesmo após o término das atividades físicas para compensar a perda de água pelo suor.
- Alimentar-se em até 1 hora após o treino para uma boa recuperação.
- Consumir uma fonte de carboidrato associada a uma fonte de proteína (exemplos: pão integral com queijo branco, arroz com frango grelhado e iogurte com aveia).

 

*Fotofobia: Aversão à luz resultante de dor ou desconforto visual provocado pela sua incidência sobre os olho. Fonte: iDicionário Aulete 

 

Fonte: Vya Estelar